Notícias

A que preço devo vender meus produtos?

Grande parte dos empreendedores se depara com a dificuldade de precificar os seus produtos. Mas é preciso ressaltar que quando o empreendedor não consegue posicionar o preço dentro de uma condição de mercado e se tornar competitivo, os seus produtos acabam se tornando menos atrativos, reduzindo vendas e a consequente diminuição da própria operação.

É preciso prestar atenção a tantos detalhes que alguns donos de pequenas empresas acabam ficando em dúvida se o preço estabelecido é realmente justo e competitivo. Segundo o consultor do Sindilojas Porto Alegre, Claudio D'Avila “esta é uma decisão extremamente estratégica principalmente na economia atual. A forma técnica onde o preço deve contemplar todos os gastos da empresa - fixos e variáveis - e mais uma margem de lucro que remunere o empreendedor em relação ao próprio risco incorrido pelo investimento passa a ser uma referência pois o mais importante é saber que esta precificação tem um limite no chamado ‘preço de mercado’ (preço posicionado pela maior parte dos concorrentes, o qual o consumidor está disposto a pagar com algumas oscilações de acordo com os diferenciais que proporcionados pela empresa).”

Além disso, é de grande importância estar ciente que o mercado não paga pela ineficiência quando esta é colocada no preço e este se torna distante do preço de mercado sem a devida justificativa no olhar do consumidor deve nos fazer refletir sobro o nosso próprio modelo de negócios.

Hoje, a nossa conta deve ter como objetivo final o preço que o mercado vende o item e o investidor ter a eficiência de se remunerar nesta condição.

 

Consultoria de Mercado

Empresas associadas ao Sindilojas Porto Alegre também têm direito a consultas gratuitas com o especialista em mercado Claudio D'Avila. Para informações sobre horários e agendamentos, entre em contato pelo telefone (51) 3025-8300.