Notícias

Empresa cresce 200% com plataforma para gestão de MPEs

De cada 100 empresas brasileiras de pequeno porte que iniciam suas atividades, 62 fecham as portas antes de completar cinco anos. Dentre os motivos listados pelo Sebrae para explicar tais números, está a falta de planejamento e de avaliação dos custos e do fluxo de caixa.

Algumas pessoas se deparam com esse cenário e desanimam. Três amigos de Santa Catarina viram que uma demanda clara por ferramentas de gestão voltadas a esse público. Abriram um negócio especializado na área, desenvolveram produtos úteis e receberam reconhecimento – o empreendimento, chamado ContaAzul, foi considerado em 2014 um dos dez mais inovadores da América Latina pela reviste norte-americana Fast Company.

Presidente e um dos fundadores da empresa, Vinícius Roveda conta que o trio detectou oportunidade em 2009. A avaliação era de que grandes e médias companhias já estavam bem atendidas, mas para micro e pequenas as opções eram softwares ruins ou caros para seu nível de faturamento.

“Nosso desafio era desenvolver uma ferramenta simples, que pudesse ser usada por muitos clientes, e ao mesmo tempo barata, para dar lucro. Até chegar a isso, cometemos muitos erros durante dois anos. A situação só mudou em 2011, quando fomos selecionados por uma aceleradora norte-americana.”

A oportunidade permitiu a ele e seus colegas passar quatro meses no Vale do Silício, onde tiveram acesso a tecnologias de ponta e puderam aperfeiçoar seu produto e modelo de negócios, além de conseguir investidores. No ano seguinte, quando voltaram ao Brasil, lançaram a ContaAzul, de Joinvile.

“É uma plataforma que coloca em nuvem os dados financeiros e aqueles referentes a estoque e venda, permitindo que o empresário os acesse remotamente de qualquer dispositivo com acesso à internet, como smartphones e tablets”, explica Roveda.

O sistema facilita o controle de vendas e do fluxo de caixa, e ajuda na emissão de nota fiscal eletrônica. O software é conectado ao internet banking, de modo que alterações no extrato da conta entram diretamente na ContaAzul. “Dedicando muito menos tempo, o empresário passa a ter um controle melhor do negócio e pode se dedicar a outras questões, planejar melhor o crescimento da empresa”, acrescenta.

Cerca de 450 mil clientes já experimentaram a ferramenta, e o site recebe 20 mil novos cadastros todo mês. As assinaturas variam de R$ 29 a R$ 199 por mês. O valor depende da quantidade de usuários que terão acesso ao sistema e do número de boletos e notas fiscais emitidas. “Crescemos mais de 200% em 2014, e esperamos manter um ritmo parecido neste ano”, diz o Roveda.

Fonte: Terra