Notícias

NRF 2021: pandemia forçou transformação para sustentar os negócios

O primeiro capítulo da NRF Retail’s Big Show 2021, maior evento de varejo do mundo, está acontecendo inteiramente online, com uma intensa programação de palestras e bate-papos. Uma das apresentações foi de Mitch Joel, fundador do Six Pixels Group, com uma reflexão interessante em relação às oportunidades trazidas pela pandemia, como a aceleração da implementação de inovações e ferramentas digitais nos negócios. 

“É claro que essa crise tinha a capacidade de ser vista como mais uma grande depressão. Ainda temos de ver como a economia vai se comportar nos próximos meses, agora com vacinas ao redor do mundo. Mas, como varejistas, podemos ver este período como o que eu chamo de ‘a grande compressão’. Tudo foi comprimido a um mesmo lugar”, comentou. 

Entre os exemplos trazidos pelo palestrante, está a repentina digitalização de vários espaços. Desde crianças aos mais idosos, todos tiveram de se relacionar com as ferramentas online. E muito mudou em relação à compreensão destes grupos sobre o que a tecnologia realmente é. 

Sendo assim, ele traz três palavras-chave: sobreviver, sustentar e ambicionar (em inglês, “the 3 S’s: survive, sustain and strive”). “De repente, todos entramos no modo de sobrevivência. Depois, passamos a buscar como sustentar os negócios por mais tempo: clientes, contas, equipes. E, por fim, podemos pensar em como manter esses esforços para o que vem pela frente”, disse Joel. 

Outro ponto abordado diz respeito ao comportamento do consumidor. “Há diferenças entre comprar e fazer compras. Antigamente, comprar online era apenas uma transação comercial, mas pensar em fazer compras trazia a ideia de experiência, envolvendo passeio, entretenimento. No entanto, durante a pandemia, essas nuances mudaram. Com os protocolos, sair para comprar se torna algo mais transacional, rápido, sem espaço para experiências, para manter a segurança. Já as grandes marcas online conseguiram pensar na experiência e as pessoas passaram a ‘fazer compras’ online”, refletiu o palestrante. 

Com isso, ele defende que uma nova oferta de serviços foi a maior mudança percebida em relação às experiências durante a pandemia. E, a partir do momento que a empresa passa a oferecer um novo serviço, não pode voltar atrás. 

“Experienciamos algo que nos forçou a inovar para sustentar nossos negócios. E a questão é: você pode fazer coisas diferentes. Você pode pensar em como ver essa grande compressão. O mundo está mudando muito, mas você tem que se colocar no centro dos holofotes. Porque não basta sobreviver e sustentar, é preciso se esforçar e ter ambição para seguir em frente”, concluiu Joel.


Leia a cobertura de outras palestras da NRF 2021:
"É hora de aceitar que as lojas físicas se tornarão um suporte da venda online", diz CEO da GDR Creative Intelligence
CEO da JP Morgan Chase defende foco nas pessoas para a retomada econômica
Live commerce é tendência na humanização do atendimento online
7 resoluções para o varejo em 2021
Mudanças de comportamento e consumo no varejo são destaques no primeiro dia de NRF online
Walmart na pandemia: Chefe de Atendimento ao Cliente fala sobre adaptações e perspectivas em bate-papo na NRF 2021
Restrições de 2020 tornaram mais urgente repensar a experiência do consumidor
"A tecnologia melhora a experiência nas lojas físicas, mas jamais substituirá a interação humana", diz Indra Nooyi, ex-presidente e CEO da PepsiCo
Painel reforça a importância de um planejamento centrado no atendimento ao cliente